Quinta-feira, 25 de Outubro de 2012

Prémio Dardos 2012/Oferta

 

 http://phenixbittencourt.blogspot.com.br

Oferta ao blogs :

 

http://os7degraus.blogspot.com

 

O Prémio Dardos criado pelo escritor espanhol Alberto Zambadeque em 2008

destina-se a reconhecer valores culturais, éticos, literários, demonstrados

por cada blogueiro na sua criatividade por meio de seu pensamento

que está e permanece intacto entre as suas letras e as suas palavras.

 

E homenageio o "Povo Português" do qual faço parte, pela forma ordeira

como se tem manifestado neste problema tão grave que atingiu as classes

Mais Pobres que ficaram reduzidas a duas classes :

 

Pobres e ricos.

 

Assim, se destrói a vida e a cultura de um Povo!

 

Maria Luísa Adães

 

 

 

 

 

Oferta/ Maria del Carmen/http://miscariciasdelalma.blogspot.com

 

ao blogs:

 

http://os7degraus.blogspot.com

 

 

 

 

Oferta :

 

http://perfumesepalavras.blogspot.pt

 

Oferta ao blogs :

 

http://os7degraus.blogspot.com

 

 

 Oferta

 

http://stampsbrowneyes.blogspot.pt

 

ao blogs:

 

http://os7degraus.blogspot.com

 

 

publicado por M.Luísa Adães às 16:56
link do post | comentar | favorito
82 comentários:
De poetazarolho a 13 de Novembro de 2012 às 07:28
O chá não vai governar.
De M. Luísa a 13 de Novembro de 2012 às 15:47
Não governa, mas faz parte de qualquer Governo no mundo, bom ou mau!

M. Luísa
De poetazarolho a 13 de Novembro de 2012 às 22:44
“Elite ofuscada”

O direito à indignação
É um direito universal
Quer te indignes ou não
Tenta cumprir Portugal

Filho que és da nação
Evita fazer-lhe mal
Bem basta a provocação
Deste momento actual

Em que a elite ofuscada
Pelos desmandos da troika
Carregada de optimismo

Não se indigna com nada
E empurra a nação heróica
Em direcção ao abismo.
De Maria João Brito de Sousa a 13 de Novembro de 2012 às 23:41
Não tarda vou estar em greve
E, amanhã, nada direi...
Respondo mas vou ser breve,
Que à greve, eu não faltarei!

De elites do capital
Estamos nós muito cansados
E é pela Greve Geral
Que iremos dar-lhes "recados"!

Porque a luta continua
Enquanto injustiça houver,
Eu não hei-de abandoná-la!

Nem eu, nem todo o que sua
Pr`a ter um pão pr`a comer
E o direito de sonhá-la!


Abraço grande, Poeta! Amanhã não responderei. Tudo isto é muito simbólico, eu sei, mas é este o único trabalho que eu vou conseguindo fazer e estará parado, em greve geral, durante todo o dia 14.11.2012.
Provavelmente irei até ao Facebook para tentar acompanhar a luta dos que saem às ruas, mas não publicarei nenhum trabalho meu. Beijinhos para a Maria e para os meninos!
De M. Luísa a 14 de Novembro de 2012 às 16:21
E no Facebook já se admite a perda de vidas...

Esta gente enlouqueceu e não sabem o que dizem.
Cuidado, morrer não é aproveitar os feriados, fazer pontes e passear. Que povo estúpido!

Cada um tem o governo que merece! E é verdade!
Infelizmente a ignorância predomina.

Imaginem ...mortes! loucos!

M. luísa
De poetazarolho a 14 de Novembro de 2012 às 05:53
O chá não faz greve por inerência de funções.
De M. Luísa a 14 de Novembro de 2012 às 16:25
A ler o que digo acima o chá vai passear para longe de um País que não sabe governar, nem sabe ser governado.

M. L.
De jabeiteslp a 14 de Novembro de 2012 às 17:23

estão mesmo a destruir-nos estes pelintras
importantes...

um xoxo de aqui dos calhaus
De M. Luísa a 15 de Novembro de 2012 às 14:27
Estão a destruir
com consciência ou sem ela...
De jabeiteslp a 15 de Novembro de 2012 às 18:22

a consciencia deles é o Tacho...

feliz noite
De M. luisa a 16 de Novembro de 2012 às 17:04
Essa está muito boa.
No fundo todos defendem o "Tacho"

e os sindicalistas que estão como Deputados, foram aumentados este ano e recebem todos os subsídios,mas todos e de todos os partidos por lá espalhados. Nesses ninguém fala!

E isto se chama salvar o povo? Que povo? A mim não e a ti? também não!

M. L.

M. Luísa
De jabeiteslp a 16 de Novembro de 2012 às 18:20
uma feliz noite Luisa
De poetazarolho a 15 de Novembro de 2012 às 00:24
“Ano da serpente”

Empobrece alegremente
Não faças greve geral
O governo não te mente
Faz o nivelamento global

Nivela ordenado da gente
Por uma bitola intemporal
Que existiu anteriormente
Quanto te pagavam em sal

Agora a salga é diferente
Vão salgar o estado social
Será nivelado outra vez

Passa a estado deprimente
E o nosso país natal
Passa a ser o do chinês.

Prof Eta
De Maria João Brito de Sousa a 15 de Novembro de 2012 às 13:16
Eu, alegre, empobreci,
E cá estou, alegremente...
Mas, daquilo que eu sofri,
Não quero pr`a toda a gente!

Salguem lá quanto quiserem
No luxo e nas mordomias,
Só não salguem os que auferem
Tão pouco, por mais-valias...

Pobre do Estado Social
Que está todo esburacado
E à beira de nada ser!

Pensam alguns; "Não faz mal!
Está tudo anestesiado
E prontinho pr`a morrer..."


Abraço grande, Poeta!
De M. luísa a 15 de Novembro de 2012 às 14:29
Essa ironia não fascina!

M. Luísa
De poetazarolho a 15 de Novembro de 2012 às 21:16
O caminho é tortuoso, já há muito que somos os chineses da Europa e estão a forçar-nos ao último passo, a morte, com ou sem glória.
De poetazarolho a 15 de Novembro de 2012 às 07:18
Chá no palácio.
De M. Luísa a 15 de Novembro de 2012 às 14:33
Qual Palácio?

Agora se bebe Whiskey
O chá não interessa a esta gente
tanto de um lado
como do outro.

Não há escolha
Vamos esquecer o chá!

M. Luísa
De poetazarolho a 15 de Novembro de 2012 às 21:12
“Animal imperfeito”

Estamos só mal acabados
É verdade agora e aqui
Mas também escavacados
Como imaginava Dali

Vazios de revolução
Vazios de novas ideias
Sempre em desconstrução
Nas inconscientes boleias

Desde o vazio perfeito
Ao pleno conflito moral
Em ambígua contradição

Homem, animal imperfeito
Abraçando o bem e o mal
Vejo em Dali a evolução.
De Maria João Brito de Sousa a 15 de Novembro de 2012 às 22:23
Acabo de perder um sonetilho que não foi lá muito fácil de produzir porque não estou nada bem... que aborrecida, esta falta de ligação...

Vejo, em Picasso, bem mais
Do que em Dali pude ver...
São diferenças bem normais
E a questão está em escolher...

Vazia, não estou, decerto,
Nem a moral me assombrou
Mesmo sem ter descoberto
Quem sou, ou pr`a onde vou...

Perfeita é que nunca fui
Mas sou deste estranho tempo,
Disso não me apartarei,

Destes versos se conclui
Que, mesmo tendo talento,
Nunca à fama chegarei...


Um abraço, Poeta! Espero não perder também este...
De poetazarolho a 16 de Novembro de 2012 às 07:36
Cházinho democrata.
De poetazarolho a 17 de Novembro de 2012 às 07:36
Chá visível.

Comentar post

relojes web gratis

Familia Maldonado /Brasão

24. Setembro .2001