Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012

Novecentos anos

 

 

 

Sartre dizia :

 

"O povo é aquilo

que fizerem dele..."

 

Mas o povo que saíu à rua

E encheu as cidades

Num protesto imenso

Contra a austeridade,

Mostrou quanto sofria

E não foi movido por outros,

Mas por ele próprio.

 

Não havia nada por detrás desse povo

Era o povo real que tem sido humilhado

E esquecido neste Portugal.

 

O povo saíu à rua por vontade própria

E isso marcou e mostrou

Que o povo não é banal.

 

Cuidado, o Povo mudou

O Povo acordou

O povo sabe

Que tem sido esquecido

E alvitado

Nada pode transformar

o mal que lhe foi dado.

 

O Povo desceu à Cidade...

 

O povo não é banal!

 

O povo sabe

O que se passa nos bastidores

De cortinas cerradas.

 

Ele sabe

E mostrou que sabe!

 

Maria Luísa

 

 

p.s. o texto anterior desapareceu,

fica um outro texto que talvez

diga mais do que o primeiro.

 

 

 

 

 

publicado por M.Luísa Adães às 11:57
link do post | favorito
De poetazarolho a 22 de Setembro de 2012 às 13:08
“Pós manif”

Depois da manifestação
Fica o retrato de afecto
Fica também a sensação
De um Portugal abjecto

Onde só alguns contam
E os outros desprezáveis
Os que ao povo remontam
Meros objectos contáveis

Como estava assim ficou
Este país em desgraça
O poder que o assaltou

Está a deixá-lo sem graça
Deste povo que gritou
Ficou a esperança na praça.
De Maria João Brito de Sousa a 22 de Setembro de 2012 às 14:09
Depois desta, muitas mais,
Muitas mais hão-de surgir
E nunca serão demais
Pr`aquilo que está pr`a vir!

Onde um povo, levantado
Desse chão de onde emergiu,
Consegue erguer o seu brado,
Muito já se conseguiu!

Nada fica como estava
Depois de uns olhos abertos
Verem males de quem falava

Dessa absurda austeridade
Que nos trouxe tais apertos
Mas nos não rouba a vontade!


Cá vai, Poeta, com um abraço grande!

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Familia Maldonado /Brasão

24. Setembro .2001