Quinta-feira, 4 de Agosto de 2011

Fragata D. Fernando II e Glória ( Outubro de1843 - última "Nau Portuguesa" )

    

 

A Fragata D. Fernando II e Glória, o último navio à vela da Marinha Portuguesa

e tambèm a última "Nau" a fazer a chamada "Carreira da Índia".

 

Foi o último grande navio que os "Estaleiros do antigo Arsenal Real da Marinha de Damão" construiram para

a Marinha Portuguesa.

 

A fragata recebeu o nome de "D. Fernando II e Glória, não só em homenagem a 

D. Fernando Saxe Coburgo Gota, marido da Rainha D. Maria II, mas também por ter sido

entregue à proteção de  Nossa Senhora da Glória, de especial devoção entre os goeses.

 

D. Maria II  (Maria da Glória, filha do Imperador D. Pedro I do Brasil, nascida ela própria, no Brasil ).

 

A fragata, navegou durante 33 anos.

 

Em 1940 cessou o seu uso pela Marinha Portuguesa sendo a fragata transformada em  

"Obra Social da Fragata D. Fernando", instituição social que se destinava a albergar 

e dar instrução e treino de marinharia a rapazes oriundos de Famílias Pobres.

 

Em 1963 um violento incendio destruiu grande parte do navio, ficando abandonado no Rio Tejo, cerca

de 29 anos.

 

Em 1992 e 1997 foi recuperado pela Marinha Portuguesa, no Arsenal do Alfeite e estaleiros Rio-Marine

de Aveiro.

 

O navio esteve exposto na Expo 98!

 

Preservado como navio museu, se encontra no Pontal de Cacilhas - Almada-  Lisboa - margem sul do Tejo.

 

Revista da Armada nº. 305 e 306 de Janeiro e Fevereiro de 1998.

 

Breve análise de,

 

 

Maria Luísa Adães

 

 

 

                                  In&tantes d´um Louco / Obrigada/ Maria luísa

 

                                    Oferta ao http://os7degraus.blogspot.com

 

                                                       7 de Agosto de 2011

 

                                                        (Não copiar a imagem) 

                                                        

 

 

 

 

                                       http://alemdosfragmentos24x7.blogspot.com

 

                                       Oferta ao blogs:  http://os7degraus.blogspot.com

 

                                                             9 de Agosto de 2011


           

publicado por M.Luísa Adães às 08:16
link do post | favorito
De poetazarolho a 4 de Agosto de 2011 às 14:16
“Trio ode mira”

Não é uma ode à corrupção
Nem uma ode à insensatez
Mas neste trio há um ladrão
E logo atrás há outros dez

Um aponta pr’a bem longe
E nunca mais ninguém o viu
O outro não parece um monge
O terceiro muita coisa previu

Todos roubam minha gente
Nesta pobre pátria desdita
E ninguém se parece fartar

Seremos nós gente pensante
Ou um bando de gente aflita
Pobre do povo que fica a mirar.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Familia Maldonado /Brasão

24. Setembro .2001