Segunda-feira, 9 de Agosto de 2010

Carlos Drummond de Andrade/ Maria Julieta Drummond de Andrade

                 

                                                                                               

Nascido em 1902 - Itabira do Mato Dentro, Minas Gerais.

 

Morre em 1987 R.J.

 

Pertence à Segunda Geração do Modernismo no Brasil/ Futurismo em Portugal,

com Fernando Pessoa.

 

Forte criador de imagens, sua obra tematiza a vida e os acontecimentos do mundo

a partir dos problemas pessoais, em verso que focalizam

o indivíduo, a terra natal, a família e os amigos.

Embates sociais, o questionar da existência, a própria poesia.

 

Eis Drummond de Andrade:

 

Os ombros suportam o mundo

Tempo de absoluta depuração

Tempo em que não se diz mais: meu amor.

Porque o amor resultou inútil.

E os olhos não choram.

E as mãos tecem apenas o rude trabalho.

E o coração está seco.

 

Em vão mulheres batem, à porta, não abrirás.

Ficaste sozinho, a luz apagou-se,

mas na sombra teus olhos resplandecem enormes.

És todo certeza, já não sabes sofrer

E nada esperas de teus amigos.

 

Pouco importa venha a velhice, que é a velhice?

 

Teus ombros suportam o mundo

e ele não pesa mais que a mão de uma criança.

As guerras, as fomes, as discussões dentro de edificios

provam apenas que a vida prossegue

e nem todos se libertaram ainda.

 

Alguns, achando bárbaro o espetáculo

prefeririam (os delicados) morrer.

Chegou um tempo que a vida é uma ordem.

A vida apenas, sem mistificação.

 

 

Carlos Drummond de Andrade

 

Nota:   

 

Maria Julieta Drummond de Andrade, fillha única de Carlos Drummond de Andrade

e considerada sua eterna musa e grande paixão.

A cumplicidade entre os dois existia no mais simples olhar e também na vocação.

Julieta jamais conseguiu destaque, sufocada pelo sobrenome famoso que carregava.

 

Carlos Drummont de Andrade veio a falecer a 17 de Agosto de 1987, doze dias

após a morte da filha, causada por um cancro ósseo.

 

 

Breve análise de:

 

 

Maria Luísa Adães

 

 

 

 http://ocantinhopoetico.blogspot.com                Oferta / Setembro 010/ ao blogs: http://os7degraus.blogspot.com

 

publicado por M.Luísa Adães às 11:54
link do post | favorito
De flordocardo a 10 de Agosto de 2010 às 00:59
Adoro este poema!
Força!
De M.Luísa Adães a 11 de Agosto de 2010 às 16:14
flordocardo

Na realidade é muito belo! obrigada por
escrever.

Mª. Luísa
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Familia Maldonado /Brasão

24. Setembro .2001