Sábado, 21 de Maio de 2011

NAU

 

 

NAU

 

Embora Portugal desenhasse e construísse navios mais eficientes

do ponto de vista militar, as NAUS foram sempre o cavalo de batalha,

das campanhas portuguesas no Oriente.

 

E foi este povo que deu ao Mundo Novos Mundos! 

 

As Naus se afundaram e o País se afundou com as Naus...

 

Maria Luísa

 

 

 Sigla de PrunoyPatri /TerraBruna

 

http://rosamariblanco.blogspot.com

 

 

publicado por M.Luísa Adães às 19:32
link do post | comentar | favorito
|
33 comentários:
De jabeiteslp a 21 de Maio de 2011 às 22:05

só temos marinheiros
de faca e posta importada
dos bacalhoeiros da Euro piada...hé hé hé

não leves a mai

beijinhos Luisa
De M.Luísa Adães a 22 de Maio de 2011 às 10:17
Joca

"As Naus se afundaram e o País se afundou com as Naus..."

E o resto...não há resto!

Beijos e obrigada,

Mª. Luísa
De MC a 22 de Maio de 2011 às 10:19
Bravo Maria luísa

Esse afundamento das Naus e do País...

Infelizmente, é uma triste realidade.

MC
De M.Luísa Adães a 22 de Maio de 2011 às 11:35

É uma forma poética de mostrar o Passado reflectido no Presente...

Agradeço,

Mª. Luísa
De jabeiteslp a 22 de Maio de 2011 às 12:36
sobre o exposto no anterior
eu dei uma vista de olhos por lá

e gostei do que vi...

feliz domingo Luisa
beijinho
De M.Luísa Adães a 23 de Maio de 2011 às 09:44
Obrigada amigo por gostares e seres com és!

Mil beijos,

Mª. Luísa
De Anthos a 24 de Maio de 2011 às 14:43

Perfeito, real, concreto, atual...

Parabéns poeta,

Anthos
De M.Luísa Adães a 24 de Maio de 2011 às 16:10
Amigo

Agradeço! Na poesia e na prosa -poética, tudo
parece ter um sentido romântico.

Assim, eu pretendi trazer o passado e
juntá-lo ao presente, para que haja forças,
honestidade e sabedoria e

"trazer as Naus afundadas à superfície"...

Maria luísa
De poetaporkedeusker a 24 de Maio de 2011 às 15:52
Custa-me muito ver o país "afundado", amiga! Alguma coisa se recusa a aceitar... mas agora não posso estar aqui muito tempo pois tenho comigo o marido de uma amiga que veio para ter uma ideia do que é este mundo virtual e eu preciso de começar pelo mais básico... beijinhos!
De M.Luísa Adães a 24 de Maio de 2011 às 16:22
Mas repara e comenta o que escrevi e da forma como escrevi - quando tiveres tempo.

Precisas de olhar os7degraus e vê a diferença.
A imagem colocada
também é de Salvador Dalí!

Um beijo e obrigada,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 25 de Maio de 2011 às 11:41
Vou, agora mesmo, ao 7degraus. Ainda não entendi muito bem o que queres... a forma como o escreveste, aqui, marca o contraste entre a nossa época áurea e esta, em que tudo parece esta a afundar-se... mas vejamos o 7degraus! :)
De M.Luísa Adães a 25 de Maio de 2011 às 14:55
Me refiro à mudança do cimo que também é de Dalí.

Mas quanto ao google lê pekenasutopias.

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 25 de Maio de 2011 às 15:45
Já publiquei, hoje, no Pekenasutopias! Foi um soneto, todo ele uma imagem... todo ele a imagem de um rio.
Vou até lá, de novo! Beijinho!
De M.Luísa Adães a 25 de Maio de 2011 às 17:05
Mª. João

Tens cada vez menos tempo e confundes muitas coisas a fazer.
É natural!
Publicaste e entraste nos 7degraus e eu respondi e entrei no teu.

Mas eu não consigo entrar nos blogs de amigos e eles não entram no meu.

Não explico mais, pois já expliquei milhentas vezes e ainda não recebo de ti uma resposta direta ao meu assunto.

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 25 de Maio de 2011 às 17:15
Pronto! Estou com a caixa de correio do gmail toda entupida, para não variar... isso leva-me horas por cada dia de trabalho e eu detesto excluir mensagens sem ao menos fazer uma leitura em diagonal. Mas teve de ser! Já tive de excluir dezenas de mensagens que nem sequer li e o aviso de falta de espaço continua bem visível...
Mas agora é o momento de te dar atenção. Sim, eu entrei no teu blog, comentei e não tive qualquer problema... pareceu-me que te referisses a isso e achei por bem avisar-te, mas parece-me que estás a ter problemas com as entradas noutros blogs...não sei o que se passa, amiga! Eu sempre tive dificuldade em comentar alguns dos blogs do Google mas, com o tempo, fui-me habituando. Hoje, não senti nenhuma dificuldade, mas também só te visitei a ti e a um amigo que tem um magnífico poema sobre os últimos tempos de vida de Van Gogh. Não tive qualquer problema com nenhum dos dois.
De M.Luísa Adães a 25 de Maio de 2011 às 17:45
Eu desde o dia de ontem , só entrei no teu blogs
e eu não estou no princípio no google. Estou há
um ano e sei o que digo.

O problema é deles, mas pela vez primeira, não encontrei qualquer acesso para lhes escrever.

Mas só agora, vou de novo, aos 7degraus.

Mª. Luísa
De MIGUXA a 25 de Maio de 2011 às 00:02
Amiga Maria Luísa,

Como concordo contigo e como lamento...sinto na pele há praticamente dois anos o flagelo do desemprego; eu e o meu marido, já fomos banidos da sociedade, somos velhos demais para darmos o nosso contributo à sociedade, respondemos a anúncios diariamente e nem uma resposta...
Não posso desistir...o meu filho ainda é estudante e dependente, mas não vislumbro melhoras, vivo numa ansiedade constante...

Beijos com ternura
Margarida
De M.Luísa Adães a 25 de Maio de 2011 às 09:35
Na prosa-poética há a possibilidade de escrever
com um certo romantismo situações que nada
têm de românticas.

Tentei trazer o Passado, num confronto com o
Presente e apenas em breves palavras.

Mas o que escrevo, é muito mais profundo do
que possa parecer ao visitante apressado...

Também tenho esta carateristica na poesia.
Há um mundo por detrás do que digo.
Uns entendem, outros não - somos todos
diferentes!
Conto com os que entendem!...

Não tornei a falar no vosso caso, não por me ter esquecido, ou por ser caminhante apressado.

Não quis magoar com teorias o que é tão
complicado, mas me tenho interrogado a
mim própria e não vos tenho olvidado.

Agora levantas de novo o véu, sem perguntas,
mas com clareza "em breves palavras"
que falam de inúmeras dificuldades.

Eu apenas escrevo e dentro do que escrevo,
tu e todos, estão tantas vezes escritos por mim,
num chamado súbtil a esta Sociedade que
vive sem viver,
uma situação que nos parece
longe de se resolver.

Não pergunto, mas me interrogo, muitas vezes!
No Brasil, aos 50 anos ninguém se emprega
e os empregados com essa idade, estão numa
de próxima saída...mas depende muito da
profissão que exercem...não é para todos.

Compreendo a tua ansiedade e me interrogo,
mas espero que haja uma saída...me parece
que para tudo, há uma saída...mas muitos
ficam pelo caminho...sem caminho!

Isto tem de mudar
O mundo está em mudança
O próprio Planeta anuncia mudança...

Vamos pensar e eu acredito nesse pensar...
a mudança tem de nos trazer soluções para
a gravidade do problema.
E os desempregados por aí, como fazem para viver, subsistir, educar filhos e vir ao cimo?

Não sei responder! Só eles me podem responder!

Mas, sinceramente, tenho "Esperanças" e
sinto que essa esperança, vai trazer soluções.

Agradeço me escreveres e tenta ultrapassar,
tu tens e teu marido também, experiência no
Mundo do Trabalho e um dia e já, se precisa
dessas pessoas.

Com carinho,

Maria Luísa

p.s. quando te sentires mais ansiosa escreve
para aqui, só eu te leio e os visitantes não lêm
comentários e os meus amigos, aqui, são
bons e não se preocupam com quem me escreve. É este o meu recanto, a minha outra
casa...
De jabeiteslp a 26 de Maio de 2011 às 22:30

olá Luisa
aconselho um programa
de que já tinha falado
SPYBOT-Search & Destroy

faz maravilhas...mas
tambem poderá ser o servidor
problemas de assimilação...

feliz fim de semana Luisa
De M.Luísa Adães a 6 de Junho de 2011 às 11:56
Amigo

Um problema dos maiores! Ainda tenho de testar. Depois "se Deus me ajudar - volto!"

Beijo, Mª. Luísa
De M.Luísa Adães a 6 de Junho de 2011 às 12:01
Nenhum conselho serviu, mas neste instante se acendeu uma luz...vamos ver se resulta.
Um beijo,

Mª. Luísa
De Ana Martins a 30 de Maio de 2011 às 02:05
Boa noite Luísa,
Triste constatação!

Beijinho,
Ana Martins
De M.Luísa Adães a 6 de Junho de 2011 às 12:05
Ana

Só hoje poude responder. Tenho estado longe
e o pc cheio de problemas.

Mais tarde escrevo.

Quanto à "NAU" há três guindastes que a vão
puxar e a trazer à superfície...mas muito se vai passar...possa Deus ajudar!

Um beijo,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 30 de Maio de 2011 às 16:21
Olá, Maria Luísa! Fui ao 7degraus e verifiquei que não tinhas voltado a publicar... que se passa? Continuas com dificuldades? Já descobriste porquê? Eu continuo a conseguir entrar facilmente no teu blog... tanto no da Blogspot quanto neste, do Sapo.
Enorme abraço. Espero que esteja tudo bem contigo!
De M.Luísa Adães a 6 de Junho de 2011 às 12:08
PC cheio de problemas e eu resolvi partir para outro lugar...fora do mundo virtual!

Mas espero voltar!

Um abraço,

Mª. luísa
De poetaporkedeusker a 6 de Junho de 2011 às 12:23
Cansaste-te do mundo virtual. Compreendo. Pode parecer-te que não, mas há dias em que também eu me canso.
Estarei sempre por cá, enquanto viver e enquanto a saúde e a criatividade mo permitirem.
Sempre que queiras alguma coisa em que eu possa ajudar - sei que não há muitas coisas em que possa ajudar ... - conta comigo.
Abraço grande e que possas descansar bastante.
De M.Luísa Adães a 6 de Junho de 2011 às 16:58
"Deixei a Ilha", (no malvado do google) é o poema que está neste momento.
Fazes sempre falta, mas há coisas que só nós podemos resolver e tu sabes disso!...

Amanhã espero encontrar-te e resolver estes problemas por aqui, entretanto voltei à minha Ilha e já tive de a deisar e regressar.

No regresso, o buraco no google aquietou e mudou, mas me parece poder entrar e comentar todos (penso que sim).

No outlook, há cerca de 600 mensagens e só não elimino as dos amigos mais intimos
(muito poucos)
De poetaporkedeusker a 6 de Junho de 2011 às 17:11
Amanhã não vou estar por cá... não é por decisão própria, é por causa do feriado municipal... mas eu vou ao Google ver a tua nova Ilha!
Abraço grande!
De M.Luísa Adães a 7 de Junho de 2011 às 08:29
Obrigada amiga.
Espero, sempre, por ti.

Abraço, Mª. Luísa
De MIGUXA a 3 de Junho de 2011 às 22:20
Maria Luísa,

Minha amiga que tanto admiro,

tenho passado por aqui, pelo blog 7degraus e não tenho sentido a tua presença, fico preocupada, espero esteja tudo bem contigo.

Beijos com ternura
Margarida
De M.Luísa Adães a 6 de Junho de 2011 às 12:11
Parti para outro lugar...me ausentei de tudo
queria esquecer, tudo, mas hoje voltei e estou bem e em breve te visito.

Também tens, um lugar especial em meu coração...muito especial!

Um beijo, Mª. Luísa

Comentar post

relojes web gratis

Familia Maldonado /Brasão

24. Setembro .2001