Sábado, 12 de Março de 2011

No cieres los ojos ante la sangre del indefeso/ Pruno Terra de Bruna

No cieres los ojos, pruno Pruno

 

humanos dadmos la mano!

 

 

Contra o maltrato dos animais,

Espanha se manifesta

a 25 de Março de 2011.

 

Eu sou contra os "animais abandonados" pelos caminhos,

na Serra da Arrábida, em Almada, Charneca da Caparica,

lugares que conheço e em todo o Portugal e o mundo.

 

Reparem, na posição tomada pela Espanha!

 

Oferta ao blogs: http://os7degraus.blogspot.com  13 Março 2011

 

 

si amas defiendes !  al indefeso

 

si amas luchas !       por el más débil

 

si amas hablas !  por quien no puede hacerlo

 

si amas no aceptas el maltrato, la tortura, el asesinato!

 

   No Cieres los ojos !  Rosamariblanco

 

14  de Março de 2011

 

"Schnauzi" No te olvidaremos/ 25 de Março de 2011

 

http://rosamariblanco.blogspot.com

 

 

 

 

 

 

 

Oferta ao blogs http://os7degraus.blogspot.com

 

Rosa Solidão / 17 de Março 2011

publicado por M.Luísa Adães às 14:42
link do post | comentar | favorito
|
33 comentários:
De luadoceu a 12 de Março de 2011 às 16:36
eu pergunto me como é possivel pessoas racionais,serem completas irracionais ao fazerem mal a um ser indefeseo,mesmo que saiba defender,como os animais
naod eviam existir pessoas assim na face da terra,pq o fazem? nao entendo
tb sou contra maria luisa tb sou
adoro animais,se pudesse teria todos os animais do mundo abandonados,mas n posso
bjinhos e bom fds
De M.Luísa Adães a 12 de Março de 2011 às 18:44
Verdade amiga

É de um blogs espanhol muito meu amigo.

Mandei para eles uns versos que escrevi e
está no meu último livro "A Maré e a Bruma"
que ainda não foi lançado em Portugal.

Os versos foram traduzidos para Espanhol e
colocados no cimo do blogs, em homenagem
ao amor que tenho aos animais e me juntar
ao protesto de Espanha.

A ti amiga, agradeço tua grande Amizade.

Beijos para ti, pequenina e família

Maria Luísa
De jabeiteslp a 12 de Março de 2011 às 21:28
um grande fim de semana pra ti

e o problema
é que quem não tem condições
não deveria ter

enfim

xoxos que por la mañana me voi a vlladolid
De M.Luísa Adães a 13 de Março de 2011 às 09:51
Obrigada por tuas palavras!

Um beijo,

Maria Luísa
De jabeiteslp a 13 de Março de 2011 às 21:06
feliz semana
De M.Luísa Adães a 14 de Março de 2011 às 10:41
Jocas

Vais toda a semana para o Curso...então
semana feliz e com saúde.

Um abraço,

M. Luísa
De Rosinda a 13 de Março de 2011 às 10:45
Tomara que um dia todos possamos ter consciência de que devemos respeitar os animais. Tenho duas cadelas, tiraria à minha boca para lhes dar a elas!
Um beijinho grande Maria Luísa e obrigada por esta chamada de atenção.
Rosinda
De M.Luísa Adães a 13 de Março de 2011 às 12:32
Rosinda

Eu continuo a ser muito sua amiga e não esqueci a razão do nosso encontro.

Duas cadelinhas que bom! E me comoveu dizer-me,
"que tiraria à sua boca para lhes dar a elas".

Que pessoa fantástica a senhora é!...e eu também amo os animais, eles dão amor
incondicional e nos amam muito.

Este blogs é espanhol e são muito meus amigos

Lhes mandei uns versos publicados no meu
último livro (ainda não foi lançado) de nome

"Abandonados"

Eles o traduziram para espanhol e o colocaram, junto com a campanha de
"Pruno Terra de Bruna"

Por isso há palavras escritas em Espanhol.
É um blogs muito amigo e confiam em mim
como pessoa que não prejudica e tenta amar
os amigos.

Maria luísa
De Anónimo a 13 de Março de 2011 às 12:37
Maria Luísa

Estive em Pruno e li teus versos traduzidos para espanhol.
Que lindo minha amiga. Te conheci no Sapo,
mas me sinto feliz com o que escreves e por essa sensibilidade de "bailarina das palavras".

Um abraço,

MC
De M.Luísa Adães a 14 de Março de 2011 às 10:34
Agradeço tuas palavras e tua presença, neste pequeno recanto.

Grata pelo teu encanto!

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 14 de Março de 2011 às 16:32
Não, amiga, eu nunca me esqueci deles. Deles que sofrem os piores maus tratos como se de meras coisas inanimadas se tratassem... nunca, mesmo quando isso era ainda inconcebível e ninguém - ou quase ninguém - acreditava que um animal pudesse "sentir" e desenvolver afectos e fazer escolhas. É um pouco tarde para agir de outras formas mais físicas, mas nunca os esqueci e nunca os esquecerei... a Espanha pronuncia-se e nós também nos iremos pronunciar no próximo dia 9 de Abril.
Um grande abraço para ti e Pruno! :)
De M.Luísa Adães a 16 de Março de 2011 às 13:18
Eu sei que não te esqueces deles (animais) e

eles são tua família e te amam num amor
incondicional.

Se queres levar dessas ofertas, alguma que gostes, leva para os teus prémios, pois os
mereces.

" tu casa es mi casa"

Saudades,

M. Luísa
De poetaporkedeusker a 16 de Março de 2011 às 14:23
Se me autorizas, levo o Pruno! :) É tão lindo que mal dá para acreditar que seja verdadeiro! E a expressão dele... é uma delícia!
Obrigada e um grande abraço, Maria Luísa!
De M.Luísa Adães a 16 de Março de 2011 às 14:58
Mª. João

Levas-te o Pruno? É Lindo!

Ele é Norueguês e vive em Girona - Espanha,
com mami.

Saudades

Mª. Luísa
De MIGUXA a 16 de Março de 2011 às 02:12
Maria Luísa,

Vim deixar-te um enorme beijo e na expectativa de que te encontres a melhorar significativamente.

Adoro animais, cresci no meio deles, de várias espécies e raças. Abomino os maus tratos a criaturas de Deus. O homem, dito o animal racional, consegue ser cruel, a ponto de abandonar até à morte aquele que sem qualquer dúvida era o seu mais fiel amigo.

Não tem condições, não leve para casa, animais são seres vivos, não apenas brinquedos para usar e descartar.

Saudades, minha amiga
Margarida
De M.Luísa Adães a 16 de Março de 2011 às 13:11
Miguxa

Me emocionei quando te encontrei, "no amor aos animais". Sou amiga de Pruno "um gatito"
e o tenho acompanhado. Ele e mami, são muito meus amigos.


Gosto de ti e acredito em ti, mas não devo escrever, não posso.

Parece que tenho de abdicar de muitas coisas,
entre essas coisas - escrever...
Ainda não estou melhor!... Desculpa minha
ausência.

Espero o Amor de Deus - sem o merecer!

Com carinho, agradeço tua presença e tuas
palavras.
Se quiseres levar alguma lembrança das que
me oferecem, leva...e talvez não me esqueças.

"mi casa es tu casa"

Maria luísa
De M.Luísa Adães a 16 de Março de 2011 às 15:45
E agora te peço, lê quando possível, o meu poema "VIAGEM" ,último a ser publicado nos

7degraus (google) e obrigada.

M.L.
De poetaporkedeusker a 5 de Abril de 2011 às 12:17
Ellos hablan! Tu lo sabes! Lo qué pasa es que nosotros no sabemos oírlos...
De M.Luísa Adães a 5 de Abril de 2011 às 16:33
Ellos hablam!

No cieres los ojos, dadmos la mano...

Gracias,

Mª. luísa
De poetaporkedeusker a 5 de Abril de 2011 às 17:15
Los oigo desde que era tán solo una niña... jamás cerraré los ojos!
De M.Luísa Adães a 5 de Abril de 2011 às 18:26
Tu respondes a todas as línguas...Que mulher
de sabedoria!

Somos humanos

dadmos la mano!

E tu los amas, no los olvidas, no aceptas el
maltrato.

Hacia la mayoria de edad...Pruno podré ejercer el derecho al voto!

Did you know?

Maria Luísa

Maria luísa
De poetaporkedeusker a 6 de Abril de 2011 às 12:32
Desculpa mas isso parece-me um pouco exagerado... um voto em relação a quê? Claro que se for um voto simbólico, entendo muito bem. Simbolicamente pode e deve fazer-se muita coisa interessante, mas eu conheço bem os animais e tenho uma afinidade particularíssima com os gatos... não lhes interessa votar. Eles são extremamente inteligentes mas a sua inteligência não se exerce da mesma forma que a nossa. Tive e ainda tenho gatos que deram excelentes pais adoptivos! A Minerva foi adoptada pela Angel e pelo Sigmund. A E.T. foi adoptada pela Minerva e pelo Garfield... o Garfield, por sua vez, foi um excelente pai adoptivo para três crias de uma gatinha vadia que eu acolhi temporariamente há uns anos. Todos os outros gatos colaboravam de forma mais ou menos activa na educação de todas as crias... são estes, para além do imenso amor que nos sabem dedicar, os grandes interesses dos felinos urbanos. Se eu tiver de votar por eles neste sentido, fá-lo-ei enquanto viver!
Abraço grande!
De M.Luísa Adães a 6 de Abril de 2011 às 14:23
Um voto? Sim um voto, como se fosse uma pessoa.
E talvez vote melhor do que as pessoas!

Eu acredito, mas aceito o teu espanto -
um gatito a votar...

E como o país se encontra talvez seja melhor
o entregar aos Gatos, aos Cães...
E talvez possa resultar. Quem sabe?

Mas aquilo de votar, foi levantado por PRUNO
e escutado por mim... que talvez seja Poeta!

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 6 de Abril de 2011 às 14:58
Eu já vou ver o Pruno... mas o problema não é esse, não me entendeste... não sei se o país estaria, ou não melhor entregue a cães e gatos... mais verdadeiro estaria, de certeza! O que eu dizia é que a socialização deles não se faz da maneira rebuscada com que nós fazemos a nossa. Não lhes interessam os votos para nada. Nem sequer lhes passa pela cabeça perder tempo com essas coisas de humanos... constroem as suas politicas numa base de partilha de complementaridades e afectos.
Agora que nós votemos por eles, é outra coisa! Nós temos as nossas políticas humanas e conquistamos, como senhores absolutos, espaços que lhes pertencem tanto quanto a nós... vê se me entendes. Eu não sou especista, Maria Luísa. Tanto cumprimento um cão como um humano. Para mim tudo são vidas e as vidas são sagradas.
De M.Luísa Adães a 6 de Abril de 2011 às 18:16
Foi tudo uma brincadeira de mami, falando por ele e minha que respondi de forma séria,
como se conversasse com ele.

Naquele instante, para mim, Pruno era uma pessoa com quem eu conversava.
Metafórico, my dearest one, metafórico!

Mas que baralhada tu pensaste...estranho,
não me entendeste nada!...

Mª Luísa
De poetaporkedeusker a 7 de Abril de 2011 às 11:30
E deveria ter entendido, eu sei... mas há tanta informação em catadupa que tenho de ler todos os dias que o meu discernimento já anda meio avariado... e, depois, sinto que os gatos andam a ser pouco compreendidos, de uma maneira geral, sabes? Não estou a falar de ti, estou a falar do que oiço... ou do que vou ouvindo. Eles são criaturinhas magníficas, mas não é muito fácil entendê-los quando se vive uma vida demasiado cheia de preconceitos e ideias impostas. Eles dão-se inteiramente, mas a escolha tem de ser só sua... não aceitam imposições nem são manipuláveis. Acho-os admiráveis pelas mesmas características por que alguns os não aceitam...
De M.Luísa Adães a 7 de Abril de 2011 às 12:04
De acordo contigo!

Eles não são manipuláveis e as escolhas que fazem são deles!

Eu em miúda me lembro que em minha casa tinhamos sempre três gatos.

E quando fui para Lisboa, eles lá ficaram e
quando eu estava, eles me adoravam.

Gostei sempre, mas sempre de animais!

Veio da minha Avó a quem amei muito e
ainda amo! Num amor atemporal.

Continuo a não poder abusar no escrever.

Ainda não fiz a fisioterapia...A PT ainda não
mandou autorização.

Mª. L.
De poetaporkedeusker a 7 de Abril de 2011 às 12:09
Estamos iguais! Eu, em pequenina, tinha a Carocha e o Faísca. Isto na casa de Algés porque na do Dafundo havia imensos! Só me recordo bem da Safira, que era a que estava sempre lá em casa, mas havia mais que andavam sempre pelo jardinzinho...
Não abuses! Eu ainda não fui ao Pruno e está quase na hora do almoço...
De M.Luísa Adães a 7 de Abril de 2011 às 12:31
Por hoje vou parar!

Bom almoço e um bom dia.

M.L.
De poetaporkedeusker a 7 de Abril de 2011 às 12:36
Também eu, amiga... está mesmo na hora e eu tenho de respeitar os horários... vai descansar!
De M.Luísa Adães a 7 de Abril de 2011 às 18:02
Mª. João

Descansei e voltei.

E com esta cabeça sempre a funcionar (Graças
vos dou Senhor meu Deus) resolvi escrever" à minha maneira" a crise de Portugal.

Espero por ti!

Agradeço,

Mª. Luísa
De poetaporkedeusker a 8 de Abril de 2011 às 12:17
Já lá estive, amiga! :)
De M.Luísa Adães a 8 de Abril de 2011 às 13:14
Agradeço e desculpa as minhas ausências.

Um abraço,

Maria Luisa

Comentar post

relojes web gratis

Familia Maldonado /Brasão

24. Setembro .2001